Jiu-Jitsu adaptado: Angolano conquista ouro no Brasil

O angolano Ivan Laranjo, portador de síndrome de down, conquistou sábado uma medalha de ouro na primeira edição de um torneio internacional de Jiu-Jitsu adaptado, decorrido em Floreanópolis (Brasil), apurou a Angop neste domingo, em Luanda.

O atleta da Academia de Jiu-Jitsu brasileiro “Matilha” realizou dois combates, ambos vencidos por finalização, ante aos anfitriões André dos Santos e Hélder Sousa, concretizando um feito inédito para o país nesta especialidade para pessoas que necessitam de cuidados especiais.

O evento contou com a participação de atletas do continente americano e europeu. O angolano foi o único representante africano.

Nascido na província de Luanda, há 18 anos, Ivan Laranjo sempre foi tratado pela família como uma criança comum, pelo que foi inscrito para a prática desta modalidade de combate em 2017.

O campeão, que regressa ao país quarta-feira (17), tem em sua galeria cinco medalhas das quais três de ouro e duas de prata: Copa Lobão2017, em Luanda (ouro), Torneio de Grappling2019, decorrido em Luanda (ouro) e Torneio do Brasil2019, em Floreanópolis (ouro), Grand Slam2018, no Japão (prata) e Copa Lobão2019, em Luanda (prata).     

Não se trata de um feito ímpar ao nível do desporto adaptado no país cujo órgão reitor e o Comité Paralímpico Angolano (CPA).

Em termos de desporto adaptado Angola tem conquistado sucessivas medalhas de ouro no atletismo, onde a referência é José Armando Sayovo, triplo medalha de ouro nos jogos Paralímpicos de Athenas2008, e futebol para amputados, campeão do mundo “México2018”.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

Olá, deixe seu comentário O seu comentário ficará oculto até ser aprovado pela nossa equipa.

Envie seu Comentário

Enviando Comentário Fechar :/