Inspector do Ministério da Agricultura acusado de práticas de corrupção e apropriação de bens públicos

O director do gabinete de Inspeção do Ministério da Agricultura, Augusto Fernandes da Piedade, está a ser acusado de promover mal-estar naquela instituição pública, com práticas de corrupção, apropriação de bens públicos e abuso de poder.

A rede de mafiosos, de acordo os trabalhadores, está reforçada com o actual governador da província de Cabinda e antigo ministro da Agricultura, Marcos Nhunga, que tem domínio sobre a situação.

O Relações soube que os dois membros do Estado (Marcos Nhunga e Augusto Fernandes da Piedade) já dominam esta rede de manipulação há muito tempo.

A fonte deste Site diz ser necessário alertar o ministro da Agricultura, no sentido de ter maior cautela, antes que tudo desaba sobre ele, numa altura em que se cogita 'à boca pequena' na possível ascensão de Augusto da Piedade para novas funções.

A fonte que avança os dados, revela que Augusto da Piedade ordenou aos motoristas para parquearem as viaturas do Ministério, quando em contramão, as utiliza em benefício pessoal.

"Como se não bastasse, as viaturas de marca Land Cruiser são utilizadas para efetuar trabalhos pessoais do actual director, brinca com tudo e todos", revelaram.

A fonte apela igualmente ao IGAI, a reformular as suas políticas, numa altura em que seus membros se transformaram em autênticos corruptos, alertou indignado.

O Revelações fez contactos para obter o contraditório, mas sem sucessos, “O contacto dava interrompido, pelo que, promete trazer outros dados nos próximos dias”.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

Olá, deixe seu comentário O seu comentário ficará oculto até ser aprovado pela nossa equipa.

Envie seu Comentário

Enviando Comentário Fechar :/