HOMEM COM DOIS PÉNIS REVELA SEGREDOS

Foi em 2014 que um jovem, que se identificava nas redes sociais como ‘O Rapaz com Dois Pénis’ (‘Double Dick Dude’), fez furor na plataforma Reddit ao revelar o seu raro distúrbio ao Mundo e a mostrar-se disponível para responder às questões dos mais curiosos.

O norte-americano, que até então evitava falar da sua malformação congénita, viu-se com a fama catapultada e, depois de escrever um livro, resolveu mostrar os seus dois órgãos genitais ao mundo e falar sobre como vive a sexualidade.

A difalia consiste na duplicação do pénis e ocorre uma vez a cada 6 milhões de nascimentos. Há várias variações da condição mas, na grande maioria dos casos, há um dos órgãos sexuais que não funciona normalmente.

Ora no caso deste jovem norte-americano, os dois pénis são completamente funcionais, até em simultâneo. Em entrevista, ‘DDD’, que tem 25 anos, explica que os pais lhe disseram que era "especial" e "diferente", pelo que sempre escondeu a difalia.

 "Quando os meus pais me disseram que eu era especial por ter dois pénis e que não devia contar a ninguém, eu confiei neles. Não me criaram a perceção de que era uma coisa má, só que os outros rapazes podiam ficar tristes de também não terem dois. Nunca foi um problema em criança, tinha só que ter cuidado", revela o jovem, que tem os dois órgãos sexuais um ao lado do outro.

Na adolescência as coisas também correram normalmente para ‘DDD’, mas o norte-americano evitava despir-se nos balneários da escola.

"Mesmo na puberdade, e após o meu primeiro ‘salto’ de crescimento, continuei a esconder os meus pénis. Usava cuecas e por cima boxers e nunca me despia em frente aos meus colegas. Quase ninguém sabia até eu fazer 18 anos. Só um amigo meu e a minha namorada da altura, com quem eu perdi a virgindade, é que tinham visto", conta.

Foi depois de começar a espalhar-se a notícia que o jovem começou a ser vítima de bullying. "Surgiram muitos rumores, sem dúvida vindos da minha ex-namorada , e comecei a ser gozado. O meu melhor amigo defendeu-me e acabou ele também vítima de bullying. Diziam que nós éramos gays", lamenta ‘DDD’. Foi nesses períodos mais difíceis que o jovem  se apoiou na família, em especial quando chegou a altura de revelar que era bissexual.

"O meu pai era um homem fantástico e amoroso. Sempre me apoiou e ensinou-me que não importava o que os outros pudessem dizer ou quais eram as minhas preferências sexuais", recorda o norte-americano com dois pénis.

Órgãos sexuais medem 25 centímetros Foi já na idade adulta que ‘DDD’ começou a explorar a sua sexualidade a deixar que o facto de ter dois pénis (com 25 centímetros cada um) limitasse a sua vida sexual. Mas depressa percebeu que não era homem de relações de uma noite.

"Cansei-me de ter relações baseadas apenas no sexo e queria algo mais profundo. Quando me revelei ao mundo, em 2014, estava numa relação poliamorosa, com três pessoas – um homem e uma mulher. Namorámos os três até 2016, mas desde então tenho aproveitado a vida à procura de amor.", explica ‘DDD’.

No entanto, o norte-americano afirma que a reação dos seus parceiros sexuais ao saberem da sua condição varia muito.

"Quando era mais novo gostava de não dizer nada e surpreender a pessoa com quem ia fazer sexo. Depois deixou de ter piada e agora explico sempre a situação antes. As mulheres são as mais difíceis de prever, há as que se passam, mas depois está tudo bem.  As que dizem que está tudo bem e depois fogem. Os homens, até os heterossexuais com quem estive, ficam sempre fascinados e reagem sempre de forma positiva. Tem que se masturbar diariamente e as idas à casa de banho são uma aventura Um dos problemas que a difalia causa a ‘DDD’ é uma inflamação quase constante da próstata, que o jovem desce cedo começou a tratar com a masturbação regular. "Tenho que ejacular pelo menos uma vez por dia. A minha próstata é estimulada por dois pénis e, por isso, tenho que retirar o excesso de fluídos que lá se concentram. Caso contrário é muito doloroso", clarifica.

Ir à casa de banho também é uma situação delicada, uma vez que ‘DDD’ tem duas uretras. "Tenho um músculo que controla a urina e que a deixa sair pelas duas uretras, o que não é especialmente agradável. Como tenho que usar os meus dois pénis já ouvi bastantes reações insólitas vindas do urinol do lado. Quanto à ejaculação, também acontece nos dois ao mesmo tempo, mas normalmente estimulo apenas o meu pénis direito", afirma o norte-americano. Já negou trabalho como ator porno ‘DDD’ admite que gosta de sexo, mas que nunca pensou enveredar pela indústria pornográfica. "Estimulação nos dois pénis é muito bom, mas em plena atividade sexual é ainda melhor. Mas sempre neguei todos os convites para fazer filmes porno. Acho que uma coisa é ser único e especial, outra é ser uma atração de circo. Se me tivesse tornado ator porno, tinha sido muito popular de repente e depois desaparecia, como todos os outros ‘soluços’ da indústria pornográfica", justifica. O jovem norte-americano prefere usar a fama que tem para encorajar outros homens que sofram do mesmo problema.

"Não preciso de dinheiro, vivo confortavelmente. Todos os lucros do meu livro, dei-os para investigação científica. Só mostro fotografias no meu Twitter e outra redes sociais para que as pessoas percebam que existe um rapaz, completamente normal, mas que por acaso tem dois pénis. Quis mostrar-me para apoiar as pessoas, as mesmas que me enviam mensagens privadas a perguntar como lidar com os problemas corporais que têm", finaliza.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

Olá, deixe seu comentário O seu comentário ficará oculto até ser aprovado pela nossa equipa.

Envie seu Comentário

Enviando Comentário Fechar :/