Dançar funk pode contribuir para problemas na coluna e hérnias

Esforços repetitivos e impacto do movimento geram desgastes dos discos vertebrais, afirma especialista; cantora Ludmilla trata de três hérnias de disco

Dançar funk, por conta de esforços repetitivos e pelo impacto causado pelo uso de sapatos de salto, pode contribuir para o desenvolvimento de hérnias de disco e outros problemas relacionados à coluna, como dor muscular e artrose, afirma o ortopedista Alexandre Fogaça, do Instituto de Ortopedia do Hospital das Clínicas da USP (HCFMUSP). Neste domingo (12), a cantora Ludmilla, 24, teve que cancelar suas apresentações devido a dores causadas por três hérnias de disco.

De acordo com Fogaça, a hérnia de disco tem causas multifatoriais, podendo ser causada pela pré-disposição genética, movimentos bruscos, impactos, esforços repetitivos, idade, peso, sedentarismo e má postura.

 
No caso do funk, ao realizar o movimento do "quadradinho", há rotação da coluna e a realização de um esforço repetitivo, o que prejudica essa estrutura óssea e desgasta os discos vertebrais.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

Olá, deixe seu comentário O seu comentário ficará oculto até ser aprovado pela nossa equipa.

Envie seu Comentário

Enviando Comentário Fechar :/